Amor própio é o seu primeiro romance

2

Esse titulo é inspirado em um trecho da musica Poetry: How Does It Feel Now???, da Akua Naru. É uma música muito intensa, já adiciona na sua playlist de “Make love” ou como a Maria Carolina chama “Musicas para Nhanhar”, (ela tem uma playlist no spotfy com esse nome).

Voltando ao amor próprio. Eu fui uma pessoa que conheceu esse tipo de amor tardiamente, a mídia não me ensinou e infelizmente nem a família.

Eu fui educada a odiar minha pele, vim de uma cultura que foi colonizada o suficiente pra acreditar que ter pele preta é ruim, mas nada que aqui no Brasil também não se faça, a diferença é que lá em Angola, temos meios de clarearmos a pele através dos cosméticos, que são vendidos e indicados como se fossem hidratante.

Acho que foi nos meus 16 anos que o “bichinho” do amor próprio me mordeu, comecei a querer parar de fazer várias coisas que só me impediam de ser quem eu realmente sou. Fui parando de alisar o cabelo, depois fui parando de usar tranças, ( usava as tranças pra esconder meu cabelo), assumi o crespo, passei a achar minhas estrias na panturrilha bonitas, elas me incomodava tanto que não usava short por vergonha de mostra-las, mas graças aos ancestrais isso mudou.

Processed with VSCO with hb1 preset
Foto: @tetiiz

Comecei a me admirar e amar meu corpo.

Sou mulher negra retinta e tenho noção do quanto o racismo diariamente diz pra pessoas como eu  que não merecemos afeto de nenhuma forma. Sei o quanto isso afeta o modo como você se vê, mas tenho quebrado diariamente essa corrente racista quando ouso me amar e amar os meus e minhas iguais. Admirar uma mulher na rua que se pareça comigo é uma forma de estar reconhecendo minha própria beleza.

Amor próprio é resistência

então querida leitora, resista diariamente, vai lá e ouse se amar. Uma dica é você se conhecer, conversar com você mesma e passar a ter um diário pra por os sentimentos pra fora, as vezes escrever é mais fácil que falar. Esse é o meu caderno:

Processed with VSCO with a5 preset
Nesse caderno anoto os meus aprendizados pessoais e reflexões

Passe a querer conhecer a pessoa que você é, e aos poucos você vai descobrir que é maravilhosa e que merece ser amada primeiro por você mesma e depois pelos outros.

Esse texto é meu convite p’ra que você comece a praticar o amor próprio. Depois me fala no que deu esse romance.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s